Prefeitura busca recursos para financiar unidades 24h em Angra

Para enfrentar o desafio de sustentar a grande rede de assistência em saúde de Angra, o prefeito Fernando Jordão (PMDB) teve nova audiência em Brasília, no final de agosto, com o atual ministro da Saúde, Ricardo Barros. Jordão foi tentar buscar recursos novos para a cidade, em especial para as unidades de Pronto Atendimento (SPA’s) do município. Atualmente são seis unidades em funcionamento 24h.

O prefeito esteve acompanhado do secretário de Governo, Venissius Barbosa, e tratou da habilitação de serviços de urgência e emergência do município para o repasse de recursos de custeio à prefeitura, na intenção de diminuir as despesas com recursos do caixa municipal.

— Entendemos que as nossas unidades SPA’s podem ser enquadradas como UPA’s pelo ministério. Se conseguirmos isso, podemos aumentar os investimentos com recursos do governo federal. Temos 90% de chance de conseguir pois os números de atendimento destas unidades justificam isso — explicou Veníssius ao Tribuna Livre.

A prefeitura já cadastrou a solicitação de recursos e habilitou junto ao ministério as unidades SPA do Centro, Jacuecanga, Frade, Parque Mambucaba e Abraão e ainda qualificou o serviço de SAMU ( Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), para receber mais investimentos. A expectativa é receber até R$ 8 milhões por ano.

Siga-nos no Facebook

Esta matéria foi publicada antes na edição nº 191 do Tribuna Livre.

GOSTOU DESTE TEXTO?

Assine o jornal Tribuna Livre e receba em casa a nossa edição impressa. Clique aqui e saiba como.