Prefeito de Angra vai ao governador do Rio pedir mais segurança

Na mesma semana em que uma turista estrangeira foi baleada por marginais na comunidade Água Santa, na região da Ponta Leste de Angra dos Reis, o prefeito angrense Fernando Jordão (PMDB) foi ao governador do Estado, Luiz Pezão (PMDB) pedir atenção com a segurança pública na Costa Verde fluminense. A reunião, segundo a prefeitura, já estava agendada e foi acompanhada ainda pelo secretário de Governo do município, Marcus Venissius Barbosa, e o comandante geral da Polícia Militar, coronel Wolney Dias Ferreira.

Jordão solicitou a Pezão um reforço no efetivo da Polícia Militar na região e ações mais frequentes de policiamento no município. Atualmente o 33º Batalhão da PM conta com cerca de 300 policiais para patrulhamento de Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty. O efetivo é considerado insuficiente. O governador Pezão prometeu tomar providências. Foi Pezão quem convocou ao encontro o comandante-geral da PM para que ouvisse os apelos do prefeito.

— Disse ao governador e ao comandante da PM que Angra precisa urgentemente de segurança pública mais efetiva e com ações continuadas de policiamento. Nossa população está sofrendo na pele a intranquilidade de ir às ruas, o medo de ser assaltada e levar um tiro. O governador vai atender aos nossos apelos e já pediu providências. E vamos também pedir ajuda também ao Governo Federal — prometeu o prefeito de Angra.

A violência passou a ser parte da rotina dos angrenses nos últimos anos, com cada vez mais crimes sendo cometidos e cada vez mais apreensões de drogas e armas na região. Está comprovado pelas estatísticas que facções criminosas oriundas da região metropolitana do Estado ocuparam parte do território da cidade, impondo às comunidades uma agenda de medo e insegurança. Em alguns bairros já não é mais possível transitar sem a ‘autorização’ de marginais. Desde 2010, casos dessa natureza vem sendo comunicados à polícia e ao Governo do Estado, com poucos avanços.

A audiência de Fernando com Pezão já estava agendada e tinha outros itens como pauta. Para reforçar a importância política do encontro, Fernando ainda chamou o presidente da Câmara Municipal de Angra, vereador José Augusto (PMDB), para acompanhar a conversa. Segundo Fernando, além do reforço no efetivo da PM na cidade, ele mesmo irá a Brasília pedir o envio de tropas federais ao município.

Siga-nos no Facebook

GOSTOU DESTE TEXTO?

Assine o jornal Tribuna Livre e receba em casa a nossa edição impressa. Veja como assinar em http://www.tribunalivreangra.com.br/novotribuna/assine/