Paraty vai investir cerca de R$ 1 milhão em segurança pública

A prefeitura de Paraty vai investir cerca de R$ 1 milhão no período de um ano em ações de combate à violência e à insegurança na cidade. O anúncio foi feito pelo próprio prefeito Casé Miranda (PMDB) durante encontro com o Convention Bureau da cidade na semana passada. Segundo Casé, parte dos recursos será aplicada diretamente na contratação de policiais militares em horários alternativos ao de serviço, por meio do programa PROEIS, do Governo do Estado.

O prefeito, que se preocupa com a segurança desde o primeiro mandato, acredita que com esses investimentos, aumentará o efetivo policial em circulação nas ruas de toda a cidade, não apenas na região central.

— Nós vamos ajudar o Estado e a PM. Esta não é a atribuição direta da prefeitura mas temos compromisso com o bem estar da nossa população e este é um bom investimento — garantiu Casé, que tem as contas da prefeitura em equilíbrio desde o início do mandato, em 2013.
Pela proposta da prefeitura, os policiais contratados pelo município atuarão em duplas ao lado de guardas municipais, inicialmente no Centro Urbano. Isso permitirá que os policiais militares em serviço atuem nos demais bairros da cidade, inclusive na Zona Rural. Essas ações visam aumentar a segurança no município.

Pesquisa — As ações da prefeitura são embasadas numa pesquisa que vem sendo conduzida pelo instituto Igarapé. A ONG que atua na área de segurança pública e cidadania em mais de 20 países e está fazendo um mapeamento da criminalidade e das potencia-lidades de cada região do município. O passo seguinte é atacar pontos fracos e reforçar policiamento onde a situação ainda não for satisfatória.

‘Semente’ — No encontro, além de Casé, compareceram autoridades e especialistas em segurança ligados à ONG Viva Rio como o sociólogo Rubem Fernandes e o ex-comandante da PM do Rio, Ubiratan Ângelo. Também no evento, o secretário nacional de Justiça, Astério Pereira dos Santos, elogiou as demais ações da prefeitura paratiense na prevenção à criminalidade, especialmente entre os jovens. Para Astério, porém, as ações da prefeitura, às vezes desvalorizadas, serão sentidas em alguns anos.

— O que vemos hoje é fruto da falta de ação de 12 anos atrás. Hoje a prefeitura aqui está plantando uma boa semente para o futuro com os jovens. Estão de parabéns — afirmou Astério.

Angra também vai contratar policiais

A prefeitura de Angra também pretende contratar policiais em folga para policiamento especial em parceria com a Polícia Militar do Estado por meio do PROEIS. Como em Paraty, a medida reforçará o policiamento na cidade.

A previsão da prefeitura é que o serviço esteja implantado a partir de agosto deste ano e beneficiará também a Ilha Grande, especialmente tendo em vista o aumento de movimentação de turistas e veranistas a partir do início da alta temporada.

Esta matéria foi publicada antes na edição impressa do Tribuna Livre.

Foto: Site Paraty Online

GOSTOU DESTE TEXTO?

Assine o jornal Tribuna Livre e receba em casa a nossa edição impressa. Veja como assinar em http://www.tribunalivreangra.com.br/novotribuna/assine/