Nova lei poderá punir quem avisa sobre blitzes e operações

Com presença atuante nas comissões de trabalho da Câmara federal, o deputado Marcelo Matos (PHS/RJ) aproveitou uma audiência na Comissão de Viação e Transporte na quarta-feira, 25, para cobrar melhorias para o Estado do Rio, em especial para a Baixada Fluminense e a Costa Verde. O evento era para discutir com as concessionárias de serviços rodoviários e ferroviários, o não cumprimento de investimentos, metas e contrapartidas e falar também sobre mudanças e prorrogações de contrato. Marcelo Matos cobrou da empresa MRS, por exemplo, melhorias de conservação no trecho ferroviário de Mesquita a São João de Meriti.

— Da agência de transportes (ANTT) cobrei sobre a questão da fiscalização e das multas aplicadas nos últimos 10 anos e voltei a cobrar do órgão a duplicação do trecho da Via Dutra que vai de Nova Iguaçu a Queimados, uma luta constante que vou continuar até conseguirmos. Isso sem falar no trecho da região da Costa Verde, que precisa urgente de melhor conservação — afirmou.

Aviso de blitzes — Em outra participação em debates públicos, Marcelo Matos lembrou que as forças de segurança pública e de fiscalização de trânsito estão empreendendo um grande esforço para realizar operações contra o tráfico de drogas, de armas, ou até mesmo para fiscalizar o cumprimento da ‘Lei Seca’. Muitas vezes, porém, cidadãos divulgam o local das blitzes por aplicativos de mensagens e dificultam as ações. Marcelo Matos já apresentou um projeto de lei para coibir e multar essa divulgação indevida.

— Muitos cidadãos atrapalham o esforço desses órgãos. Quem mais perde com esse comportamento é a sociedade, pois os infratores passam a evitar os locais onde estão sendo realizadas a vigilância — destaca o parlamentar.

Matos quer que uma legislação específica trate dos casos de cidadãos que ajudarem a divulgar os locais de blitzes e operações de vigilância policial, com punições para quem, por meio destes atos, contribuir para diminuir a eficácia do trabalho das Polícias.

Foto: Divulgação

Siga-nos no Facebook

Publicado antes na edição 196 do jornal Tribuna Livre.

GOSTOU DESTE TEXTO?

Assine o jornal Tribuna Livre e receba em casa a nossa edição impressa. Clique aqui e saiba como.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *